EM MENOS DE 01 ANO, MAIS DE 350 PESSOAS MORRERAM EM ACIDENTES AÉREOS NO BRASIL

Acidente da TAM foi um dos 30 piores da história mundial

Do CTMD São Paulo

Imagens: www.g1.com.br Todos os Direitos Reservados

"17 de Julho de 2007.Uma Bela tarde em que vários brasileiros estavam em casa, divertindo-se com as competições do Panamericano.Um vôo, com saída de Porto Alegre, com destino ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com mais de 185 pessoas à bordo, derrapa na Pista, em uma tarde chuvosa.Termina aí, a vida de 185 brasileiros, 01 peruano e 01 argentino.Começa aí, a maior tragédia, que o país viria assistir em Menos de 01 ano".

Mal os brasileiros se recuperaram da trágédia, que em 29 de Setembro de 2006 levou a morte de 154 pessoas pela GOL; às 17:16 horas do dia 17-07, a Capital Paulista se viu afogada num "imenso inferno de fogo e corpos mutilados" ao redor da Avenida Washigton Luíz.O Avião da companhia área brasileira Transporte Aéreo Metropolitano (TAM), identificado pelo número 3054, explodiu ao colidir com um depósito da mesma companhia, após tentar pousar no aeroporto internacional de Congonhas.Até o fechamento desta reportagem, 190 mortes haviam sido confirmadas pelas autoridades médicas.O número vem somar ao trágico índice de mortes causadas por acidentes aéreos no Brasil.Em menos de 01 ano, Tam e Gol são Resposáveis por 344 mortes por explosões de aeronaves.O índice também inclui quedas provocadas por aviões menores.

REAÇÃO MUNDIAL

Enquanto as Autoridades Paulistas tentavam entender o ocorrido, TVs de todo o planeta desviaram sua atenção para um único páis: Brasil.A Rede de TV norte-americana CNN interrompeu sua programação e entrou ao vivo, exibindo as primeiras imagens do desastre nos Estados Unidos.A rede inglesa BBC dava a primeira versão da Tragédia na Europa.Seguiram as Redes do Japão, Canadá, Austrália, Afríca do Sul; e terminou com os canais da América Latina, cubrindo ao vivo até a manhã do dia 18/07.Os canais onlines também tiveram recorde de acessos.A página do UOL e do G1, os dois canais de internet mais acessados no Brasil mantinham uma atualização constante, informando em menos de segundos, o internauta brasileiro.Em todas as capas de edições online dos principais jornais internacionais, fotos eram exibidas mostrando cenas do incêndio, e o trabalho do corpo de bombeiros.Quase que por unanimidade, a mídia internacional atribuiu a culpa a "ineficácia das autoridades governamentais de gerenciar a longa crise do setor aéreo brasileiro.O Jornalista Joe Sharkey, do "The new York Times, que sobreviveu ao acidente envolvendo o Jato Legacy, e o avião da Gol em Setembro de 2006, disse em seu Blog que "o Brasil não aprendeu a lição".

O TAMPAN

Dinheiro para o Panamericano custou a vida de 190 pessoas

Num momento em que as agências e autoridades, que controlam o sistema aéreo no Brasil, deveriam identificar as deficiências da pista de Congonhas, o governo federal preferiu gastar cerca de 2 bilhões para construir arenas e estádios, a fim de abrigar uma competição praticamente "esquecida", após a tragédia com o vôo 3054 da TAM.Sem investimentos ideais, a Infraero (empresa que administra os Portos e Aeroportos do país) decidiu liberar a pista de pouso, mesmo sem as conclusões das obras de reforma.Afogado pelo enorme tráfego aéreo, as autoridades decidiram "aproveitar ao máximo" a capacidade do Aeroporto de Congonhas, de forma a amenizar os atrasos diarimente noticiados pela mídia interna.Denúncias de autoridades revelaram que, partiu do gabinete da presidência da república, a ordem "para que a crise dos atrasos nos aeroportos fosse resolvida".A Pressão do governo pode ter gerado o descontrole do tráfego aéreo no páis, que terminou na porte de mais 190 pessoas.

LULA DEMITE GABINETE DA INFRAERO

Numa ação conturbada e já conhecida, o Presidente Lula determinou a demissão de todo o Gabinete gestor da Infraero.Antes da crise, o gabinete estava sendo investigado por corrupção e desqualificação para ocupação de cargo.A Assessoria do Palácio do Planalto informou que o Presidente estuda fazer um pronunciamento a respeiro da crise em rádio e TV.

MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE O FECHAMENTO DE CONGONHAS

Orgão já havia pedido o fechamento, que terminou em acordo.  

O Ministério Público, e a Justiça Federal anunciaram que vão intimar os dirigentes da Anac (Agência Nacional de Aviação) e da Infraero a comparecerem em Juízo, para dar explicações referentes a tragédia envolvendo o avião da TAM.O Ministério Público, que já havia em outra ocasião pedido a suspensão e a decolagem de todos os vôos partindo de Congonhas, afirmou que irá entrar com processo alegando "total falta de condições de operação".




[ ver mensagens anteriores ]
Visitante número: